Pular para o conteúdo principal

Ômega FM muda de nome

Segue abaixo nota de hoje do site Bastidores do Rádio:

A Rádio Ômega FM (106,9 MHz - São Paulo/SP) está mudando seu nome. A emissora passará a se chamar "Expressão FM".

Com o slogan "O jeito gostoso de se expressar", a emissora continuará com sua programação voltada à samba, pagode, axé e outros ritmos dançantes, tal qual vem sendo desde a volta de sua programação, que antes havia sido locada à Igreja Mundial do Poder de Deus.

A divulgação da Expressão FM vem sendo feita através de sites de relacionamentos, como o "Orkut". A sua logomarca também foi alterada.

Vale lembrar que "Expressão" era o nome da agência de propaganda de Ivan Siqueira, fundador da emissora, já falecido, e responsável pelas premiadas campanhas publicitárias da Varig até os anos 90.
Essa é a primeira ação mais concreta da direção da Ômega FM que demonstra intenção em manter a rádio no ar com programação própria.

A Ômega (agora Expressão) lançou recentemente alguns programas novos, que incluem uma nova versão do Talk Radio, atração da primeira fase da emissora (adulta, na primeira metade dos anos 90). Cheguei até a escrever um texto sobre o programa antigo, mas não publiquei por não ter conseguido ouvir a nova versão. Aqui, comentei sobre um estúdio ao vivo e sobre o quanto a Ômega era instável.

E a Ômega já foi de tudo: adulta (ainda em 106.3 MHz - antes da chegada da SP1, atual Mix), especializada em country e até jovem. As fases nunca duraram muito tempo e foram intercaladas por R.R. Soares, David Miranda e, recentemente, pela Igreja Mundial.

A marca "Ômega FM" já vai tarde! Além do nome feio (pra mim só lembra alguma coisa que é última), representava uma emissora sem identidade e que, em boa parte de sua história, só tinha programação própria enquanto estava com a placa de "aluga-se". Começo a botar um pouco mais de fé a partir de agora e espero que a Expressão tenha um futuro mais promissor que a Ômega.

Mas o logo ainda é feio pra caramba!

Comentários

  1. Pra mim, a melhor fase da Ômega fm era com o RR Soares.
    as vinhetas era muito boas a programação com temas bem variados( como o "cesta basica da fé" que toda sexta-feira era sorteado uma cesta basica de cd´s).
    pra min, foi a melhor radio que existiu!

    ResponderExcluir
  2. O responsavel por essa radio é uma
    piada, parece que está brincando de fazer radio, sem responsabilidade alguma para com os seus seguidores. Esta perdido como uma agulha no palheiro.

    ResponderExcluir
  3. Sinceramente como radialista e ex profissional desta emissora quando era ícone em programação Country e samba , me orgulhava muito de sua grade e fidelização dos ouvintes em sua grade . Após ser locado para igrejas me dcepcionei bastante, pois acho que descaracterizou o intuito inical e sucesso da época de uma emissora de nivel musical independente de religiões . Parabenizo a volta da emissora Expressão e continuar assim os alges de uma exelência musical dos anos 90 ao qual fiz parte como Mister Ben no programa Momentos
    Felicidade aos amigos da Expressão fm
    Estarei colaborando com a pauta da emissora em eventos ta pesoal?
    Abraços
    Edu Nastrin

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Relembrando a Líder FM de São Paulo

Em janeiro deste ano, publiquei aqui e no Tele História um post sobre o curto período em que a Líder FM, emissora popular da Grande São Paulo de grande audiência nos anos 90, adotou o slogam "Cheia de Charme" e passou a se dedicar à Black Music. No final do post, pedia para quem tivesse mais informações sobre esse período enviasse comentários, para que todo mundo que lê o blog e a coluna do Tele História - inclusive eu - pudesse resgatar um pouco da história dessa simpática emissora que acabou caindo um pouco no esquecimento.

De lá pra cá, recebi comentários de pessoas relembrando a Líder FM dessa e de outras fases. Alguns são tão bons que me deixaram, já na época, com vontade de escrever um novo post só para que eles ficassem mais "visíveis".

Nesta terça-feira, o Edmauro Novais, que teve participação essencial no primeiro post, enviou imagem da capa de outro CD da rádio na fase Black, retirada de um blog que disponibiliza a playlist e o link para download do CD. Foi…

Um pouco da história da Rádio Tupi AM (SP)

Muita gente reclama da "falta de memória" da TV, não só pelo descaso das emissoras que apagavam seus arquivos sem a menor culpa, mas também pela dificuldade em encontrar informações consistentes e confiáveis sobre a história da televisão. Quem reclama tem razão, mas essa falta de memória nem se compara com a escassez de registros sobre a história do rádio!

Tive que procurar, para um trabalho, a história da Tupi AM de São Paulo, e descobri que não existe nenhum lugar que traga essas informações. Para se ter uma ideia, não consegui encontrar nem o ano em que a Tupi AM de Paulo Abreu foi inaugurada!

Encontrei alguns dados em diversos endereços na Internet - faço questão de deixar os links ao longo do texto - que, aliados ao pouco que lembrava, me ajudaram na montagem do quebra-cabeças da trajetória (ou das trajetórias) da Tupi.

O resultado não ficou tão completo quanto esperava, mas deixo aqui o que encontrei, primeiro por não ter visto essa história resumida em nenhum lugar, e de…

Especial: As vinhetas de abertura e encerramento da programação na TV

Antes da TV paga ou da multiplicação de televendas e telepastores, era padrão as emissoras de TV não permanecerem no ar 24 horas por dia. No máximo, a Globo "virava" as noites de sexta e sábado com o lendário "Corujão"; as demais - incluindo a Globo em outros dias - só funcionavam de madrugada em ocasiões esporádicas e especiais.

Por isso, quase todas se preocupavam em criar vinhetas específicas para a chegada e despedida diárias. E, diferente do que se esperaria de vinhetas exibidas duas vezes por dia nos horários mais periféricos da grade, muitas delas foram marcantes na história das emissoras e são lembradas até hoje.

Preparei uma lista com algumas das mais famosas. Os vídeos são antigos e estão no YouTube há muito tempo, mas são alguns dos meus favoritos - e imagino que não sejam só meus.


GLOBO

Nos primeiros anos de Hans Donner, uma sequência de formas tridimensionais ilustrava a mensagem de encerramento:


Na década de 1980, a mensagem foi substituída pela apresentaç…