Pular para o conteúdo principal

Quem dará lugar à Kiss FM no Rio de Janeiro?

MidiaClippingNa semana passada, reproduzi aqui uma matéria do Meio&Mensagem sobre a possível estreia da Kiss FM no Rio de Janeiro. Desde então, a notícia tem repercutido entre as pessoas que ouvem rock (gostando ou não da rádio) e entre os inconformados com a baixa qualidade e diversidade do dial carioca nos dias de hoje.

Mas a pergunta que lancei no post da semana passada - que é a maior dúvida nessa história - continua em aberto: quem dará lugar à Kiss FM no Rio de Janeiro, contando que a rádio não ocupe um canal vazio? Até agora nada sobre isso foi publicado.

Não sou profundo conhecedor do rádio do Rio, mas o pouco que conheço e as notícias que leio me levaram a pensar em algumas possibilidades (e muitas impossibilidades), caso a informação se confirme:

89.3 - Nossa Rádio
A antiga Manchete FM pertence às Organizações Sol Panamby, dona da Rede Nova Brasil FM. Alterna entre a rede adulta e a programação evangélica da Nossa Rádio, que ocupa atualmente o espaço - a Nova Brasil saiu do ar duas vezes para dar espaço à Nossa Rádio. Não sei se os donos da emissora recorrem ao missionário R. R. Soares no período de "vacas magras" ou se usam o sinal da Nova Brasil para tapar buraco enquanto não encontram algum inquilino "abençoado".
É uma possibilidade!

90.3 - MPB FM
Surgiu como emissora do sistema O Dia, mas foi arrendada pelo Grupo Bandeirantes em 2005, segundo o Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro. Viajando um pouco, a Kiss poderia estrear em 90.3 MHz num esquema de "permuta": a Bandeirantes ocupa uma frequência da Rede Mundial/CBS em São Paulo com a Mitsubishi FM (92.5 MHz) e a Rede Mundial/CBS poderia assumir um canal da Band no Rio. Acho pouco provável, mas não impossível.

92.5 - CBN
Impossível, mesmo num dial onde o impossível, às vezes, acontece.

93.3 - 93 FM
É uma das mais ouvidas (ou lembradas) nas pesquisas do IBOPE, mas seria uma bênção se saísse do ar. Nas poucas vezes que ouvi, achei parecida com a Musical FM de São Paulo (105.7 MHz).

94.1 - Roquette Pinto
Só teria chance de ser vendida se José Serra fosse governador do Rio de Janeiro. Ainda bem que a chance é quase nula, pelo menos no cenário político de hoje.

94.9 - BandNews
Acredito que tenha menos chance de sair do ar que a MPB.

95.7 - Paradiso
Acabou de ser reformulada, graças a um contrato de três anos com a seguradora SulAmérica, que transformou a emissora em SulAmérica Paradiso. Uma das últimas na minha lista de candidatas.

96.5 - Super Tupi
Acabou de matar a Antena 1. Seria muita ironia!

97.3 - Melodia
Clique no link e leia o texto do Marcelo Delfino sobre a Melodia, que explica como tudo nessa rádio desafia qualquer lógica. Repito apenas o trocadilho infame que fiz quase agora: seria uma bênção se saísse do ar.

98.1 - Beat 98
Tão improvável quanto a CBN.

98.9 - MEC FM
Se Serra for eleito presidente, pode virar até Deus é Amor! Caso contrário, continua como está.

99.7 - JB FM
Forte candidata. Há pouco mais de um mês surgiu um boato sobre o interesse do Sistema Globo de Rádio em repetir a programação da Rádio Globo em FM, via 99.7 MHz. Nada foi confirmado, mas as especulações que envolvem a frequência não merecem ser totalmente descartadas.
A JB FM é a única emissora de rádio do Grupo Jornal do Brasil com programação própria. O conglomerado, que já foi um gigante da mídia, enfrenta dificuldades financeiras há um bom tempo. O jornal foi arrendado em 2001 e as outras rádios não existem mais - a Opus 90 (atual MPB FM) e a 105 FM (atual Rede Aleluia) foram vendidas nos anos 90, e a revolucionária rádio Cidade deu lugar à Oi FM em 2006.

100.5 - FM O Dia
A FM mais popular do Rio.
Como no rádio do Rio de Janeiro tudo pode acontecer, não ponho minha mão no fogo!

101.3 - Transamérica Pop
Apagada, desperdiçada, mas rica, muito rica - leia o penúltimo parágrafo do texto desse link e entenda o quanto ela é rica. Seu arrendamento seria a comprovação de que Aloysio de Andrade Faria cansou de ser dono de rádio!

102.1 - Mix
Não parece ser candidata, apesar de ser arrendada - as emissoras arrendadas sempre levam aquele estigma do "quem dá mais, leva"!

102.9 - Oi
Vide comentário acima. Mas não boto fé.

103.7 - Nativa
Vide comentário da Super Tupi.

104.5 - FM 104,5
Vide trocadilho usado para as outras rádios gospel, com a diferença que o milagre pode ser um pouco mais fácil nessa que nas concorrentes diretas.
Quem ocupa o espaço é a Igreja Universal, não como dona, mas como arrendatária. Não consigo enxergar muitos motivos para a Universal manter o arrendamento dessa emissora, já que eles têm uma FM própria bem ao lado (a antiga 105). Imagino que a igreja só continue transmitindo em 104.5 MHz porque o custo é baixo.
No ano passado chegou a ser noticiada a possibilidade da Jovem Pan voltar à cidade através da frequência, mas parece que o negócio não deu certo - ou a informação era mais um boato.
É uma das minhas apostas!

106.7 - Catedral
Canal próprio de uma fundação ligada à igreja católica. Segundo o Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro, é "o microfone oficial da enorme arquidiocese do Rio".

107.1 - 107 FM (Furacão 2000)
É a Petrópolis FM arrendada. Já li que a cobertura é fraca na capital, mas como Paulo Abreu, proprietário do grupo que controla a Kiss FM, é especialista em "rádios que andam", é uma possibilidade. Resta saber a disposição de Rômulo Costa em procurar outra emissora.

107.9 - Original/Gospel FM
Mais uma que só o Tributo explica. Muita chance!

E você, aposta em qual dessas, caso a Kiss FM realmente vá para o Rio de Janeiro? E mais: qual faria menos falta se saísse do ar? Enquanto não vem uma confirmação oficial, não custa especular.

Comentários

  1. Amigos, agradeço pelas excelentes referências ao TRIBUTO. Eu e meus amigos continuaremos nos esforçando para explicar esse dial carioca, que nem Freud explica. Só nós mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Eu prefiro apostar numa frequência nova para a Kiss. Parece que o grupo Mundial é o verdadeiro dono da futura rádio Sertãozinho FM de São Gonçalo, que provavelmente eles tentarão aumentar a potência para atingir a capital.

    ResponderExcluir
  3. A formação da Rede Kiss de Rádio é um alívio e tanto para os amantes do rock tradicional,

    A Kiss FM tem público certo em todo o país, além de anunciantes de peso, o certo é que as poucos que a Kiss FM se torne a marca mais forte da Rede Mundial/CBS

    ResponderExcluir
  4. Caro, Peter, não fique tão eufórico antes da hora. A Kiss, infelizmente, não é essas coisas. A OI FM, sendo a última em audiência aqui em São Paulo, consegue ser emlhor do que ela. Você vai senrtir saudades da saudosa Venenosa FM.

    ResponderExcluir
  5. Peter, concordo com o Marco Ribeiro. Não só a Oi FM é melhor, como também a 107.3 e a Mitsubishi.

    A Kiss poderia ter uma programação musical mais criativa, em vez de martelar sempre nos mesmos clássicos ou no "hard rock farofa", e a plástica é tão estereotipada que chega a ser irritante!

    Não deixa de ser uma opção, mas poderia ser bem melhor.

    ResponderExcluir
  6. Outra coisa: não sabia dessa Sertãozinho FM de São Gonçalo. É a cara do Paulo Abreu aumentar a potência de uma rádio e fazer ela "andar" para a cidade maior mais próxima! Ou às vezes até uma não tão próxima assim: a própria Kiss FM de São Paulo é, oficialmente, de Arujá (que fica a quase 40 km de distância da capital).

    ResponderExcluir
  7. P.S.: E Arujá nem faz parte da região metropolitana de São Paulo!

    ResponderExcluir
  8. Anderson e Marco

    Moro na região metropolitana de João Pessoa, onde o dial possui enormes buracos(espaços de mais de 3 Mhz) e a maioria das rádios que existem em João Pessoa tocam somente generos populares(leia-se Calypso, Aviões do Forró e identicos, algum pagode e só!)
    Tem até rádios predominantemente brega(100.5 FM, quando falo brega, me refiro à tipos como Waldick Soriano)
    A Cabo Branco FM é a adulta esteriotipica (rádio no estilo vitrolão mesmo, onde, a rádio toca 3 ou 4 músicas seguidas, com um bloco de comerciais, boletins de notícias e saúde e um locutor padrão)

    De rádios "gospel" só temos a Liberdade FM(Rede Aleluia) e a 96 FM da Assembleia de Deus(rádio essa que opera ocasionalmente)
    Haviam rádios gospel boas como a FM Tambaú (hoje a popular Sucesso FM, não confundir com a rádio também popular da TV Tambaú)

    A chegada da Kiss FM em João Pessoa, mesmo que não seja lá essas coisas, seria um alívio aos ouvidos

    ResponderExcluir
  9. que isso! parem de martelar a kiss! em todas as vezes que ouvi pela net gostei muito! ela pode ter até seus modismos! mas nós ouvintes estamos aqui para ajudar e pedir músicas diferenciadas! porque o rock and roll não tem fim!

    kiss fm venha logo!! aposto em 104,5Mhz !!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Relembrando a Líder FM de São Paulo

Em janeiro deste ano, publiquei aqui e no Tele História um post sobre o curto período em que a Líder FM, emissora popular da Grande São Paulo de grande audiência nos anos 90, adotou o slogam "Cheia de Charme" e passou a se dedicar à Black Music. No final do post, pedia para quem tivesse mais informações sobre esse período enviasse comentários, para que todo mundo que lê o blog e a coluna do Tele História - inclusive eu - pudesse resgatar um pouco da história dessa simpática emissora que acabou caindo um pouco no esquecimento.

De lá pra cá, recebi comentários de pessoas relembrando a Líder FM dessa e de outras fases. Alguns são tão bons que me deixaram, já na época, com vontade de escrever um novo post só para que eles ficassem mais "visíveis".

Nesta terça-feira, o Edmauro Novais, que teve participação essencial no primeiro post, enviou imagem da capa de outro CD da rádio na fase Black, retirada de um blog que disponibiliza a playlist e o link para download do CD. Foi…

Um pouco da história da Rádio Tupi AM (SP)

Muita gente reclama da "falta de memória" da TV, não só pelo descaso das emissoras que apagavam seus arquivos sem a menor culpa, mas também pela dificuldade em encontrar informações consistentes e confiáveis sobre a história da televisão. Quem reclama tem razão, mas essa falta de memória nem se compara com a escassez de registros sobre a história do rádio!

Tive que procurar, para um trabalho, a história da Tupi AM de São Paulo, e descobri que não existe nenhum lugar que traga essas informações. Para se ter uma ideia, não consegui encontrar nem o ano em que a Tupi AM de Paulo Abreu foi inaugurada!

Encontrei alguns dados em diversos endereços na Internet - faço questão de deixar os links ao longo do texto - que, aliados ao pouco que lembrava, me ajudaram na montagem do quebra-cabeças da trajetória (ou das trajetórias) da Tupi.

O resultado não ficou tão completo quanto esperava, mas deixo aqui o que encontrei, primeiro por não ter visto essa história resumida em nenhum lugar, e de…

Especial: As vinhetas de abertura e encerramento da programação na TV

Antes da TV paga ou da multiplicação de televendas e telepastores, era padrão as emissoras de TV não permanecerem no ar 24 horas por dia. No máximo, a Globo "virava" as noites de sexta e sábado com o lendário "Corujão"; as demais - incluindo a Globo em outros dias - só funcionavam de madrugada em ocasiões esporádicas e especiais.

Por isso, quase todas se preocupavam em criar vinhetas específicas para a chegada e despedida diárias. E, diferente do que se esperaria de vinhetas exibidas duas vezes por dia nos horários mais periféricos da grade, muitas delas foram marcantes na história das emissoras e são lembradas até hoje.

Preparei uma lista com algumas das mais famosas. Os vídeos são antigos e estão no YouTube há muito tempo, mas são alguns dos meus favoritos - e imagino que não sejam só meus.


GLOBO

Nos primeiros anos de Hans Donner, uma sequência de formas tridimensionais ilustrava a mensagem de encerramento:


Na década de 1980, a mensagem foi substituída pela apresentaç…