Pular para o conteúdo principal

Laser FM pede para ouvinte não discriminar os idiotas

A Laser FM de Mogi das Cruzes (88.5 MHz) é uma "versão" na Grande São Paulo da Laser FM de Campinas, emissora que pertence ao grupo que também é dono da rádio Cidade e, até pouco tempo, da Mix FM na região. Começou a operar na Grande São Paulo em 2006, mas nunca estreou uma programação: pulou do caráter experimental para um arrendamento à igreja Paz e Vida, quando recebeu o nome de Feliz FM. Em setembro do ano passado voltou a usar o nome Laser, transmitindo um vitrolão de música sertaneja, intercalado por pequenas mensagens de prestação de serviços (dicas de alimentação, algumas notícias etc.).

Utiliza o mesmo slogam da irmã campineira ("A rádio da Cidade"), apesar de ter algumas vinhetas que anunciam a frequência em Mogi das Cruzes. Tenta há algum tempo mudar de classe para, provavelmente, direcionar sua programação para São Paulo, como fazem as conterrâneas Transcontinental e SulAmérica Trânsito - e para, quem sabe, passar a usar o nome de Cidade, seguindo a plástica da outra emissora do grupo, ao mesmo tempo em que aproveita a força que a marca "Cidade" ainda tem na capital paulista.

Essa é a Laser. Sem querer ser chato, mas, só por isso, não me motivaria a escrever sobre ela.

O que me motivou foi uma dessas vinhetas de prestação de serviços que ouvi hoje à noite. Perto das 22h30, passei pelos 88.5 MHz enquanto "rodava" pelo dial, e me deparei com o seguinte texto: "cidadania é não discriminar o pobre, o fraco, o feio e o idiota". A ideia devia ser estimular o ouvinte a exercer a cidadania, e que a não discriminação era uma forma de fazer isso... mas eles não tinham um texto melhorzinho?

Depois dessa, só tenho a dizer que aprendi a lição. Nunca mais vou discriminar a Laser FM!

Comentários

  1. Fm with lasers s[o podia dar nisso ! rs

    ResponderExcluir
  2. Existem certas pessoas que deveriam ser proibidas de ir trabalhar em rádio ainda no berço. Quem foi o gênio que criou esta iguaria da filosofia moderna? Me dê o endereço deles que é pra eu passar bem longe da casa do sujeito, kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. BOM MAS ENFIM É LASER É FELIZ FM, CIDADE FM CARAMBA QUE CONFUSÃO IDIOTA, ESTA EMISSORA TRANSMITE DE SÃO PAULO OU DE MOGI OU DE CAMPINAS ,BEM É MUITA IDIOTICE MINHA FICAR SE PREOCUPANDO COM ISTO DEIXA QUIETO É MELHOR . OU PIOR?
    J.Carlos B.Limão

    ResponderExcluir
  4. Se for idiotice sua se preocupar comigo, então somos dois idiotas! ;)

    Essa rádio Laser é de Mogi das Cruzes e transmite de Mogi das Cruzes. Ela começou se chamando Feliz FM (com programação de igreja) e depois, quando acabou o contrato da igreja, passou a se chamar Laser FM. Mas nunca estreou programação desde que se chama Laser - não tem locutores, programas, nada.

    Eu falei de Campinas porque essa Laser FM de Mogi é dos mesmos donos da Laser FM em Campinas. E esse grupo tem duas rádios FM em Campinas: a Laser (93,3) e a Cidade (92,5).

    E falei sobre a chance da Laser FM de Mogi das Cruzes passar a Transmitir de Mogi, mas "pensando" em São Paulo, se conseguisse autorização da Anatel para aumentar a potência, porque é exatamente o que a Transcontinental faz. E, mesmo transmitindo de Mogi, a Transcontinental é uma das rádios mais ouvidas de São Paulo.

    Ah, e falei sobre a chance da Laser virar Cidade caso ela passasse a "pensar" em São Paulo porque, como já existe uma rádio Cidade dos mesmos donos em Campinas, uma rádio Cidade em São Paulo chegaria com muito mais força do que uma rádio Laser (porque o público paulistano lembra de uma outra rádio Cidade - essa aqui: http://midiaclipping.blogspot.com/2011/01/relembre-radio-cidade-que-completaria.html - que marcou época no rádio).

    É isso! Espero ter sido mais claro.

    ResponderExcluir
  5. a merlhor para mim e a leser fm mogi das cruzes . parabens . moraes itaim paulista.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Relembrando a Líder FM de São Paulo

Em janeiro deste ano, publiquei aqui e no Tele História um post sobre o curto período em que a Líder FM, emissora popular da Grande São Paulo de grande audiência nos anos 90, adotou o slogam "Cheia de Charme" e passou a se dedicar à Black Music. No final do post, pedia para quem tivesse mais informações sobre esse período enviasse comentários, para que todo mundo que lê o blog e a coluna do Tele História - inclusive eu - pudesse resgatar um pouco da história dessa simpática emissora que acabou caindo um pouco no esquecimento.

De lá pra cá, recebi comentários de pessoas relembrando a Líder FM dessa e de outras fases. Alguns são tão bons que me deixaram, já na época, com vontade de escrever um novo post só para que eles ficassem mais "visíveis".

Nesta terça-feira, o Edmauro Novais, que teve participação essencial no primeiro post, enviou imagem da capa de outro CD da rádio na fase Black, retirada de um blog que disponibiliza a playlist e o link para download do CD. Foi…

Um pouco da história da Rádio Tupi AM (SP)

Muita gente reclama da "falta de memória" da TV, não só pelo descaso das emissoras que apagavam seus arquivos sem a menor culpa, mas também pela dificuldade em encontrar informações consistentes e confiáveis sobre a história da televisão. Quem reclama tem razão, mas essa falta de memória nem se compara com a escassez de registros sobre a história do rádio!

Tive que procurar, para um trabalho, a história da Tupi AM de São Paulo, e descobri que não existe nenhum lugar que traga essas informações. Para se ter uma ideia, não consegui encontrar nem o ano em que a Tupi AM de Paulo Abreu foi inaugurada!

Encontrei alguns dados em diversos endereços na Internet - faço questão de deixar os links ao longo do texto - que, aliados ao pouco que lembrava, me ajudaram na montagem do quebra-cabeças da trajetória (ou das trajetórias) da Tupi.

O resultado não ficou tão completo quanto esperava, mas deixo aqui o que encontrei, primeiro por não ter visto essa história resumida em nenhum lugar, e de…

Especial: As vinhetas de abertura e encerramento da programação na TV

Antes da TV paga ou da multiplicação de televendas e telepastores, era padrão as emissoras de TV não permanecerem no ar 24 horas por dia. No máximo, a Globo "virava" as noites de sexta e sábado com o lendário "Corujão"; as demais - incluindo a Globo em outros dias - só funcionavam de madrugada em ocasiões esporádicas e especiais.

Por isso, quase todas se preocupavam em criar vinhetas específicas para a chegada e despedida diárias. E, diferente do que se esperaria de vinhetas exibidas duas vezes por dia nos horários mais periféricos da grade, muitas delas foram marcantes na história das emissoras e são lembradas até hoje.

Preparei uma lista com algumas das mais famosas. Os vídeos são antigos e estão no YouTube há muito tempo, mas são alguns dos meus favoritos - e imagino que não sejam só meus.


GLOBO

Nos primeiros anos de Hans Donner, uma sequência de formas tridimensionais ilustrava a mensagem de encerramento:


Na década de 1980, a mensagem foi substituída pela apresentaç…