Pular para o conteúdo principal

Todo mundo em primeiro lugar‏

É comum ouvir na Tropical FM (107.9 MHz - São Paulo/SP) um spot que começa com um "Subiu de novo!", em coro, e que fala sobre o crescimento de audiência da rádio, comprovado em "mais uma pesquisa do IBOPE" que "acaba de sair".

De vez em quanto a 89 (89.1 MHz) e a Metropolitana (98.5 MHz) se classificam como líderes no público jovem, e até a Gazeta (88.1 MHz) tem veiculado spot onde afirma ser líder de audiência "no segmento".

O site da Tupi FM (104.1 MHz) tem um banner com a inscrição "1º lugar no Ibope", que leva para um texto onde a rádio é anunciada como líder por seis meses consecutivos (reprodução abaixo), ao mesmo tempo em que a Nativa (95.3 MHz) tem vinheta agradecendo o primeiro lugar de audiência.

MidiaClipping
Tupi FM anuncia seis meses consecutivos de liderança. O texto é de julho de 2008.

Apesar das divergências, todas as emissoras se referem às mesmas pesquisas de lembrança de marca do IBOPE - aquelas que todo mundo finge acreditar que medem audiência. E é muita gente pra pouco pódio!

Veja as últimas pesquisas:

Clique para ampliar a imagem em uma nova aba ou janela
Adaptado a partir de informações publicadas no site Radioman. Clique na imagem para ampliá-la em uma nova aba ou janela.

Então é isso:

- A Tropical dá a entender que sobe de posição a cada nova pesquisa, e não é bem assim. Desde outubro do ano passado, a única "subida" foi a recuperação da sua 13ª posição no último levantamento, depois de uma queda no penúltimo.

- Faz tempo que a Tupi não mantém o primeiro lugar! A alternância de posição entre ela e a Nativa tem acontecido em todas as pesquisas desde outubro de 2008, com exceção apenas das duas últimas. Mesmo assim, ela pode divulgar sua posição, até porque o texto que anuncia os seis meses consecutivos no primeiro lugar não omite a data da notícia - ainda que não dê destaque.

- Quem não tem porque agradecer o primeiro lugar, pelo menos nos últimos dois meses, é a Nativa. Apesar de ter ocupado a primeira posição em alguns dos levantamentos analisados, os dois últimos apontaram vantagem para a Tupi.

- 89 e Metropolitana têm seus altos e baixos e estão sempre entre as dez primeiras, mas a Mix é uma das poucas emissoras que manteve a mesma posição em todas as pesquisas - sempre acima das duas.

- E a Gazeta é líder de um segmento que eu não sei direito qual é! Não consegui encontrar informações sobre a segmentação demográfica de todas as rádios populares (faixa etária, nível sócio-econômico e sexo) para fechar o assunto de vez, mas existe aquela divisão que todo mundo conhece (popular, jovem, adulta) e não vejo motivos para separar a Gazeta das outras "populares" (Tupi, Nativa, Transcontinental, Band, 105 e Tropical). Existem diferenças entre cada uma, mas se a Gazeta criar um subsegmento para si, vai concorrer somente com a Tropical (as duas são as únicas com linguagem popular que equilibram samba e sertanejo - a Band FM também toca os dois estilos, mas tem se posicionado como uma rádio mais jovem).

Não confio na eficácia dessas pesquisas. Acho que se elas medissem realmente audiência e não lembrança de marca, a Globo não seria líder no AM com quase o dobro do número de ouvintes da segunda colocada, a Capital, onde estão praticamente todos os "figurões" do AM popular - na última pesquisa, a Globo apareceu com 163.834 ouvintes por minuto, enquanto a Capital ficou com 104.693. Mesmo assim, é o parâmetro que se tem.

O chato é ouvir tanta gente se colocando nesse "topo", mesmo com os dados dessas pesquisas divulgados em um monte de lugares! E pior ainda é essa obsessão por ocupar os primeiros lugares, como se isso fosse a única vantagem que uma rádio pudesse ter!

VEJA TODAS AS PESQUISAS CITADAS NA ÍNTEGRA
Outubro de 2008
Novembro de 2008
Outubro a dezembro de 2008
Janeiro de 2009
Fevereiro de 2009
Janeiro a março de 2009

Comentários

  1. Anderson,

    Isso também acontece na Paraíba, quando saiu a pesquisa do Ibope, o Sistema Correio(Mix e Correio Sat),
    Sistema Arapuan(Sucesso, Arapuan e Miramar) e Diários Associados(Clube FM) se disseram líderes na audiência...
    A Clube FM se tornou líder, a 92 FM(atual Sucesso FM) é a vice e a Mix está em terceiro, as 3 lutando palmo a palmo pela liderança

    O Rádio AM morreu em João Pessoa, existem apenas cinco emissoras AM, das quais apenas 3(Tabajara, CBN e Sanhauá) são comerciais, sendo que a Sanhauá vende horario para Igreja Deus é Amor, só restam duas, CBN e Tabajara(velha estatal)

    ResponderExcluir
  2. sabe qual é o problema? é que todo mundo sabe que essa pesquisa é fajuta mas como você mesmo disse é o parâmetro que se tem!

    as empresas escolhem em que rádio anunciar por causa disso, as emissoras moldam a programação de acordo com isso, e o rádio vai decaindo porque tudo gira em torno de uma coisa que não reflete a vontade verdadeira dos ouvintes...

    é por isso que quanto mais as rádios se ajustam a essas pesquisas, menos gente gosta de ouvir rádio!

    ResponderExcluir
  3. Eduardo, concordo plenamente com você! Já escrevi sobre isso logo quando comecei com esse blog (nesse post aqui: http://midiaclipping.blogspot.com/2008/06/ibope-e-lembrana-de-marca-no-rdio.html ) mas não consegui resumir tão bem como você fez nesse comentário!

    Peter, a situação do AM em São Paulo é bem melhor. Existe a "aemização do FM" - aquelas emissoras que retransmitem em FM o sinal do AM - mas tem muita gente fazendo rádio de qualidade em AM, e só no AM. A rádio Sanhauá, que você disse que vende horário para a Deus é Amor, faz isso em tempo integral ou vende só determinados espaços?

    Abraços!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Relembrando a Líder FM de São Paulo

Em janeiro deste ano, publiquei aqui e no Tele História um post sobre o curto período em que a Líder FM, emissora popular da Grande São Paulo de grande audiência nos anos 90, adotou o slogam "Cheia de Charme" e passou a se dedicar à Black Music. No final do post, pedia para quem tivesse mais informações sobre esse período enviasse comentários, para que todo mundo que lê o blog e a coluna do Tele História - inclusive eu - pudesse resgatar um pouco da história dessa simpática emissora que acabou caindo um pouco no esquecimento.

De lá pra cá, recebi comentários de pessoas relembrando a Líder FM dessa e de outras fases. Alguns são tão bons que me deixaram, já na época, com vontade de escrever um novo post só para que eles ficassem mais "visíveis".

Nesta terça-feira, o Edmauro Novais, que teve participação essencial no primeiro post, enviou imagem da capa de outro CD da rádio na fase Black, retirada de um blog que disponibiliza a playlist e o link para download do CD. Foi…

Um pouco da história da Rádio Tupi AM (SP)

Muita gente reclama da "falta de memória" da TV, não só pelo descaso das emissoras que apagavam seus arquivos sem a menor culpa, mas também pela dificuldade em encontrar informações consistentes e confiáveis sobre a história da televisão. Quem reclama tem razão, mas essa falta de memória nem se compara com a escassez de registros sobre a história do rádio!

Tive que procurar, para um trabalho, a história da Tupi AM de São Paulo, e descobri que não existe nenhum lugar que traga essas informações. Para se ter uma ideia, não consegui encontrar nem o ano em que a Tupi AM de Paulo Abreu foi inaugurada!

Encontrei alguns dados em diversos endereços na Internet - faço questão de deixar os links ao longo do texto - que, aliados ao pouco que lembrava, me ajudaram na montagem do quebra-cabeças da trajetória (ou das trajetórias) da Tupi.

O resultado não ficou tão completo quanto esperava, mas deixo aqui o que encontrei, primeiro por não ter visto essa história resumida em nenhum lugar, e de…

Especial: As vinhetas de abertura e encerramento da programação na TV

Antes da TV paga ou da multiplicação de televendas e telepastores, era padrão as emissoras de TV não permanecerem no ar 24 horas por dia. No máximo, a Globo "virava" as noites de sexta e sábado com o lendário "Corujão"; as demais - incluindo a Globo em outros dias - só funcionavam de madrugada em ocasiões esporádicas e especiais.

Por isso, quase todas se preocupavam em criar vinhetas específicas para a chegada e despedida diárias. E, diferente do que se esperaria de vinhetas exibidas duas vezes por dia nos horários mais periféricos da grade, muitas delas foram marcantes na história das emissoras e são lembradas até hoje.

Preparei uma lista com algumas das mais famosas. Os vídeos são antigos e estão no YouTube há muito tempo, mas são alguns dos meus favoritos - e imagino que não sejam só meus.


GLOBO

Nos primeiros anos de Hans Donner, uma sequência de formas tridimensionais ilustrava a mensagem de encerramento:


Na década de 1980, a mensagem foi substituída pela apresentaç…