Pular para o conteúdo principal

Record desmente saída da IURD da programação

Pois é. O presidente da Rede Record, Alexandre Raposo, desmentiu a saída dos programas da Igreja Universal da grade da Record.

Veja o que diz a coluna do Daniel Castro na Folha de São Paulo de hoje:

Record nega fim de programas da Universal

Racha na cúpula da Record. Presidente da emissora, Alexandre Raposo negou ontem que os programas da Igreja Universal do Reino de Deus deixarão as madrugadas da rede a partir de 2010, como vem anunciando o vice-presidente comercial, Walter Zagari.
"Não discutimos esse assunto", afirmou Raposo à Folha. "[A programação da igreja] Não vai sair. Não tem porquê sair. É um horário em que a emissora fatura e que não atrapalha em nada [na média do Ibope], porque a audiência que conta é a das 7h à 0h", sustenta.
Na semana passada, a versão on-line da revista "Meio & Mensagem", baseada em informações de Zagari, publicou que a saída dos programas da Universal são uma "estratégia formulada" pelo bispo Edir Macedo para "desvincular totalmente a igreja da emissora de TV".
Zagari teria dado as declarações após ser provocado em um evento por um interlocutor que lembrou das relações da Record com a Igreja Universal.
A Universal paga cerca de R$ 300 milhões por ano pelas quase seis horas que ocupa na Record. Com um ponto no Ibope, é a madrugada mais cara da TV.
A presença da Universal na grade da Record constrange profissionais não-evangélicos da TV, que torcem para que a emissora sobreviva apenas de anunciantes comuns. Procurado por telefone, Walter Zagari não falou sobre o assunto até a conclusão desta edição.

Não lembro onde li que o problema da Record era o Alexandre Raposo, mas concordo. O horário não atrapalha em nada "porque a audiência que conta é a das 7h à 0h". É uma visão tão limitada que impressiona! Prejuízo institucional? Credibilidade questionável do jornalismo pela associação mais fácil da TV com a igreja? Preconceito de parte do público? Que nada! "A audiência que conta é a das 7h à 0h".

Parabéns! É isso que a Globo espera. A Globo, o SBT...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Relembrando a Líder FM de São Paulo

Em janeiro deste ano, publiquei aqui e no Tele História um post sobre o curto período em que a Líder FM, emissora popular da Grande São Paulo de grande audiência nos anos 90, adotou o slogam "Cheia de Charme" e passou a se dedicar à Black Music. No final do post, pedia para quem tivesse mais informações sobre esse período enviasse comentários, para que todo mundo que lê o blog e a coluna do Tele História - inclusive eu - pudesse resgatar um pouco da história dessa simpática emissora que acabou caindo um pouco no esquecimento.

De lá pra cá, recebi comentários de pessoas relembrando a Líder FM dessa e de outras fases. Alguns são tão bons que me deixaram, já na época, com vontade de escrever um novo post só para que eles ficassem mais "visíveis".

Nesta terça-feira, o Edmauro Novais, que teve participação essencial no primeiro post, enviou imagem da capa de outro CD da rádio na fase Black, retirada de um blog que disponibiliza a playlist e o link para download do CD. Foi…

Um pouco da história da Rádio Tupi AM (SP)

Muita gente reclama da "falta de memória" da TV, não só pelo descaso das emissoras que apagavam seus arquivos sem a menor culpa, mas também pela dificuldade em encontrar informações consistentes e confiáveis sobre a história da televisão. Quem reclama tem razão, mas essa falta de memória nem se compara com a escassez de registros sobre a história do rádio!

Tive que procurar, para um trabalho, a história da Tupi AM de São Paulo, e descobri que não existe nenhum lugar que traga essas informações. Para se ter uma ideia, não consegui encontrar nem o ano em que a Tupi AM de Paulo Abreu foi inaugurada!

Encontrei alguns dados em diversos endereços na Internet - faço questão de deixar os links ao longo do texto - que, aliados ao pouco que lembrava, me ajudaram na montagem do quebra-cabeças da trajetória (ou das trajetórias) da Tupi.

O resultado não ficou tão completo quanto esperava, mas deixo aqui o que encontrei, primeiro por não ter visto essa história resumida em nenhum lugar, e de…

Especial: As vinhetas de abertura e encerramento da programação na TV

Antes da TV paga ou da multiplicação de televendas e telepastores, era padrão as emissoras de TV não permanecerem no ar 24 horas por dia. No máximo, a Globo "virava" as noites de sexta e sábado com o lendário "Corujão"; as demais - incluindo a Globo em outros dias - só funcionavam de madrugada em ocasiões esporádicas e especiais.

Por isso, quase todas se preocupavam em criar vinhetas específicas para a chegada e despedida diárias. E, diferente do que se esperaria de vinhetas exibidas duas vezes por dia nos horários mais periféricos da grade, muitas delas foram marcantes na história das emissoras e são lembradas até hoje.

Preparei uma lista com algumas das mais famosas. Os vídeos são antigos e estão no YouTube há muito tempo, mas são alguns dos meus favoritos - e imagino que não sejam só meus.


GLOBO

Nos primeiros anos de Hans Donner, uma sequência de formas tridimensionais ilustrava a mensagem de encerramento:


Na década de 1980, a mensagem foi substituída pela apresentaç…