Pular para o conteúdo principal

Líder FM "Cheia de Charme". Alguém lembra?

Estava escrevendo o post abaixo e, coincidentemente, comecei a conversar com o Consultor Artístico e Programador Musical da webrádio Web Black, Edmauro Novais, sobre um período da extinta Líder FM de São Paulo que eu não lembrava e que ele admitiu quase ter passado em branco: sua fase Black, no final dos anos 90.

A Líder FM fez bastante sucesso na primeira metade da década de 1990, quando transmitia sua programação popular em 104,1 MHz. Em 1995, trocou de frequência, passando para 92,1 MHz (antiga Metropolitana de Mogi/92 FM) e deixando os 104,1 com a Rede CBS, que estreou uma 104 FM, seguida pela versão popular da Mais FM e pela Tupi FM.

Mas, apesar de ter transportado o slogam para a nova frequência - "A Líder faz sucesso em 92,1" -, a emissora nunca mais foi a mesma. Nos anos seguintes, sabe-se lá por que, a audiência despencou e a receita diminuiu, levando ao arrendamento da frequência para o Grupo Record/IURD, em 1999. E foi um pouco antes desse arrendamento que a Líder FM resolveu apostar na Black Music, adotando o slogam "Cheia de Charme".

Edmauro, que já havia feito um excelente comentário num post que citou o curto período popular da Energia 97, explicou melhor essa fase, via Twitter:


"Eu tenho esse registro em fita K7, pois eu tinha hábito de gravar os comerciais das emissoras, só o intervalo. Foi no final da década de 90, creio que, mais ou menos em 1998 ou 99. Na internet sobraram raríssimas pistas a respeito.

Única que encontrei é o link de uma loja que ainda tem o CD "Power Hits", programa que ia ao ar no final da tarde na 92,1. Era o programa das mais pedidas, obviamente.

Clique para ampliar em uma nova aba ou janela
Fazendo uma cronologia: a Líder foi popular antes da tentativa Black e depois voltou a ser popular já aguardando arrendarem. Deixaram popular após a curta fase Black pq era sua "programação padrão" já conhecida, mas ficaram aguardando arrendamento.

Pouco tempo depois de encerrarem a fase Black, o Grupo Record assumiu vinculando-a a Rede Record de Rádio e Televisão. Foi a primeira e única vez que visitei o estúdio que, por sinal, tinha acabado de ser transferido de Guarulhos".



O estúdio era onde? Na Vila Mariana (Rua Eça de Queiroz)?


"Quando eu visitei (pra gravar uma participação num quadro que era levado ao ar no programa que era sucedido pela IURD) [já na Emoção FM] era. Ali sempre funcionou a sede do grupo "Sistema Metropolitana de Rádio", porém, levaram a rádio de Guarulhos para o local".

CURIOSIDADE: do lado direito da mansão em que funcionava tudo, tinha um terreno com apenas uma torre instalada, mas inativa. Eu devia ter uns 15 anos sei lá... mas os questionei sobre a enorme torre, semelhante as outras da Av. Paulista.

Me explicaram que era uma tentativa frustrada de transferência também do sistema irradiante, o qual, gerou interferência. A ANATEL baixou lá e tiveram de desativar. Outra coisa que os questionei foi a falta de informatização "no ar". Aí já me disseram que, a rádio estava um tanto "zicada" rs rs

Pra completar, um raio teria danificado vários equipamentos. Dentre eles, o PC do estúdio, que por sinal, eu vi desligado e fiquei muito intrigado. Tava tudo na base do MD, acredita?"



Edmauro, digitalize esses momentos "perdidos" da Líder FM nessa fase!

Alguém, além do Edmauro, sabe de algo sobre essa fase da Líder ou tem algum material gravado? E mais: tem algo sobre outra fase "obscura" de alguma emissora? Se tiver, não deixe de compartilhar!

Comentários

  1. Certamente, haverá quem ache curioso o slogan... eu explico: na época, resolveram fazer um trocadilho bem questionável, fazendo alusão ao fato de que a rádio tocava bastante "Charm", ou seja, havia uma orientação artística na emissora para que fosse tocado somente o lado mais light possível, sendo que nisso entrava, por exemplo, muito R&B.

    Pelo que sei, talvez o único locutor dela que ainda esteja em atividade numa grande rádio da capital paulistana seja o Edi Barbosa (atualmente na Tupi FM) que, posso estar enganado, mas ainda fez parte do projeto Black, do contrário, saiu pouco antes disso.

    Edmauro

    ResponderExcluir
  2. Eu lembro desse Rodney O. que está no CD da Líder por motivos óbvios...

    ResponderExcluir
  3. "Rick Ricardo" e "Born Jamericans" eram grandes hits na periferia de São Paulo naquela época, muito tocadas nos bailes, embora fossem músicas ignoradas por rádios como Jovem Pan e muitas outras. Black Music era algo raríssimo, mesmo já sendo tão comercial em muitos países.

    No Brasil, naquela época, podiamos contar nos dedos quantas músicas do gênero tocavam. Pra ser mais exato, nessa época, uma das raríssimas excessões (pra não usar outra palavra que explica bem a motivação delas $$$) que as grandes rádios abriram foram para o grupo Fugees, liderado por Lauryn Hill e ainda contava com Wyclef Jean.

    Algumas poucas músicas que foram excessão anos antes: "Shaggy - Bombastic" e "Coolio - Gangsta's Paradise", essa última, tema do filme "Mentes Perigosas", que tinha Michelle Pfeiffer como protagonista. Época ainda de auge da Transamérica.


    Edmauro

    ResponderExcluir
  4. UPDATE!

    Capa de outra coletânea desta fase:
    http://3.bp.blogspot.com/_AngxAffs1Ak/SyHSWjc5SaI/AAAAAAAAAzA/cAmQJh72D9I/s1600-h/018LiderFMCheiadeCharme.JPG

    Tentaram mesmo faturar e as gravadoras até apostaram na possibilidade pelo que me lembro, pois havia comerciais de outros CDs do gênero e que nem eram da rádio em si.

    ResponderExcluir
  5. Agora só falta mesmo eu digitalizar os áudios né Anderson rs rs

    Abraços.


    Edmauro

    ResponderExcluir
  6. alguem lembra de alguma musica em fraces que toca va na lider fm ano de 1999?? ajuda pleasee.. eo tenho os cds da lider, powe hits e cheia de charm, se alguem me judar com essa eo posto os 2 cds... grato pela atençao...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A música ou o cantor se chama Ocean. Saudades dessa época da rádio líder...cheia de chaaarmmm

      Excluir
  7. Eu atuei na Líder FM como locutor, passei por toda essa mudança saindo de Guarulhos para a Eça de Queiroz
    Depois fui para Bauru.
    Porém a igreja universal comprou a rádio.

    ResponderExcluir
  8. A Líder FM de São Paulo tinha retransmissoras por todo o país, e muitas conservam o nome "Líder FM" até hoje. Eu ouvia a retransmissora localizada em Espumoso-RS (que ainda se chama Líder FM) lá por 1992-1995. Era uma programação popular muito bem feita, com uma grade coesa, comunicadores competentes e uma estética caprichada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui na paraiba tem uma lider fm que era conexão com esta radio que eu curtia muito .na cidade de Sousa pb , so que a líder daqui de Sousa não vale nada .saudades desta radio que marcou minha infância tinha várias fitas gravadas com músicas da lider fm e comerciais

      Excluir
  9. Ouvia a Rede Lider em Maringá, aqui possuíam 2 afiliadas, 101,7 Atual Jovem Pan (101,3) e a Fm 94,1 atual Caiuá FM de Paranavaí, adora a L´der com a característica Popular, foi um bom tempo do rádio sem saudosismo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Relembrando a Líder FM de São Paulo

Em janeiro deste ano, publiquei aqui e no Tele História um post sobre o curto período em que a Líder FM, emissora popular da Grande São Paulo de grande audiência nos anos 90, adotou o slogam "Cheia de Charme" e passou a se dedicar à Black Music. No final do post, pedia para quem tivesse mais informações sobre esse período enviasse comentários, para que todo mundo que lê o blog e a coluna do Tele História - inclusive eu - pudesse resgatar um pouco da história dessa simpática emissora que acabou caindo um pouco no esquecimento.

De lá pra cá, recebi comentários de pessoas relembrando a Líder FM dessa e de outras fases. Alguns são tão bons que me deixaram, já na época, com vontade de escrever um novo post só para que eles ficassem mais "visíveis".

Nesta terça-feira, o Edmauro Novais, que teve participação essencial no primeiro post, enviou imagem da capa de outro CD da rádio na fase Black, retirada de um blog que disponibiliza a playlist e o link para download do CD. Foi…

Um pouco da história da Rádio Tupi AM (SP)

Muita gente reclama da "falta de memória" da TV, não só pelo descaso das emissoras que apagavam seus arquivos sem a menor culpa, mas também pela dificuldade em encontrar informações consistentes e confiáveis sobre a história da televisão. Quem reclama tem razão, mas essa falta de memória nem se compara com a escassez de registros sobre a história do rádio!

Tive que procurar, para um trabalho, a história da Tupi AM de São Paulo, e descobri que não existe nenhum lugar que traga essas informações. Para se ter uma ideia, não consegui encontrar nem o ano em que a Tupi AM de Paulo Abreu foi inaugurada!

Encontrei alguns dados em diversos endereços na Internet - faço questão de deixar os links ao longo do texto - que, aliados ao pouco que lembrava, me ajudaram na montagem do quebra-cabeças da trajetória (ou das trajetórias) da Tupi.

O resultado não ficou tão completo quanto esperava, mas deixo aqui o que encontrei, primeiro por não ter visto essa história resumida em nenhum lugar, e de…

Especial: As vinhetas de abertura e encerramento da programação na TV

Antes da TV paga ou da multiplicação de televendas e telepastores, era padrão as emissoras de TV não permanecerem no ar 24 horas por dia. No máximo, a Globo "virava" as noites de sexta e sábado com o lendário "Corujão"; as demais - incluindo a Globo em outros dias - só funcionavam de madrugada em ocasiões esporádicas e especiais.

Por isso, quase todas se preocupavam em criar vinhetas específicas para a chegada e despedida diárias. E, diferente do que se esperaria de vinhetas exibidas duas vezes por dia nos horários mais periféricos da grade, muitas delas foram marcantes na história das emissoras e são lembradas até hoje.

Preparei uma lista com algumas das mais famosas. Os vídeos são antigos e estão no YouTube há muito tempo, mas são alguns dos meus favoritos - e imagino que não sejam só meus.


GLOBO

Nos primeiros anos de Hans Donner, uma sequência de formas tridimensionais ilustrava a mensagem de encerramento:


Na década de 1980, a mensagem foi substituída pela apresentaç…