Pular para o conteúdo principal

Energia 97 apresenta novo logotipo no Twitter

A Energia 97 FM (97.7 MHz - São Paulo) apresentou sua nova marca nesta semana, em seu Twitter oficial. De acordo com o Tudo Rádio.com, a emissora já havia mostrado o logotipo em outras ocasiões, como em materiais de divulgação na Internet e, mais recentemente, no cartaz de uma das festas do programa "Energia na Véia". Por enquanto, o site da rádio continua no ar sem alterações.

Confira as diferenças entre os dois desenhos:

Clique para ampliar em uma nova aba ou janela
Logotipo atual
Clique para ampliar em uma nova aba ou janela
Novo logotipo

Gostei do resultado. Ficou mais limpo, mais moderno e com um desenho mais forte. Não sei dizer exatamente o porquê, mas, para mim, ficou com mais "cara" de música eletrônica - talvez seja porque a circunferência rosa e azul, que antes só lembrava um alvo, tenha agora um "que" de disco de vinil. Só a referência ao nome "Energia" que ficou faltando, ainda que a primeira (o raio) fosse de gosto meio duvidoso.

A marca atual foi criada em 1999, quando a emissora passou a usar o prefixo "Energia". Antes, as vinhetas, CDs e adesivos traziam a identificação "97 FM - Hot Nine Seven".

MidiaClipping
Marca da 97 FM, na fase Hot Nine Seven (1993-1999)

Uma curiosidade: o nome Energia 97 foi adotado em uma tentativa de reposicionar a 97 FM Hot Nine Seven, segmentada em música eletrônica desde 1993, como rádio popular. A programação pagodeira durou pouco tempo, mas o nome e o logotipo continuaram - e combinaram perfeitamente com a programação atual.

Comentários

  1. Anderson, faltou um detalhe nessa matéria, importantíssimo... a 97 FM, antes de 1993, foi a maior rádio rock de São Paulo... na verdade, de Santo André, cidade de sua concessão. Ela se mudou pra SP no final de 1992, se não me falha a memória, quando houve o reposicionamento da programação...
    Abração!

    ResponderExcluir
  2. Arthur,

    Não deixa de ser um detalhe importante da história, mas o que achei interessante é que, o Anderson foi fantástico ao lembrar a segunda tentativa de reposicionamento da rádio. Pois estou cansado de ver textos que citam a era rock e ninguém lembra dessa mancha na história da rádio, ou seja, uma tentativa desesperada, numa época em que várias rádios em sampa quase sucumbiram.

    Uma época em que a trinca Samba, Pagode e Axé quase que sufocou as rádios, fazendo com que rádios como Jovem Pan, Transamérica e Metropolitana incluissem pelo menos o Axé em suas programações. Época em que o Brasil saia de uma situação parecida, na qual a bola da vez era o "Sertanejo Moderno".

    Quando a moda do Axé caiu, a Metropolitana chegou a fazer enquete durante o programa Chupim se ela deveria voltar a tocar Axé e os ouvintes, já saturados, disseram que não desejavam que o gênero retornasse a grade musical. Tenho uma vinheta daquelas com trechos de músicas e que servem pra dar noção geral ao ouvinte sobre os sucessos do momento que fazem parte da rádio e, por incrível que pareça, na mesma vinheta em que se ouve Cher - Believe, se ouve também algo como: "E eu vou lááá, vou lá, vou lá, vou lá" e em seguida, o então produtor, Gilson Dário (hoje Coordenador Artístico da Metropolitana, cargo esse que era ocupado na época pelo Waguinho, de quem foi braço direito durante os anos de lenta escalada da rádio vinda de posições ingratas em torno do 20º lugar), faz uma virada inesperada, inacreditável e alucinante brincando com a voz do cantor de Axé, ritmando-a em cima da intro de "Bosson - We Live.

    Vejo que nos últimos anos, essa polarização por um determinado estilo musical tem ocorrido cada vez menos parecido com o que vivemos nos anos 90. Tanto é verdade que eu apontei no blog do Gabriel Passajou (link no final), o fato da Mix ter conseguido chegar ao primeiro lugar de audiência tempos atrás com sua programação Pop, sendo que isso era quase que impossível durante o massacre que levou a "Hot Nine Seven" a uma atitude desesperada, pois se hoje os índices de audiência dela são os que todos sabemos, imaginem como devia ser naquela época, até mesmo pra rádio conseguir faturar em outras frentes como tem tentado atuar pra compensar desvantagens em seu desempenho de audiência.

    Leia em:
    http://gabrielpassajou.wordpress.com/2009/10/29/feedback-do-texto-radio-pop-tem-solucao/

    ResponderExcluir
  3. Edmauro, muito obrigado pelo seu comentário! Faz tempo que estou querendo responder em outro post, porque o seu texto, além de bem escrito, tem muita coisa interessante pra comentar. Só não escrevi ainda porque estava sem tempo nesses últimos dias.

    E, Arthur, apesar de ser mais comum as pessoas lembrarem da 97 Rock, foi uma rádio que marcou história e que nunca falei por aqui. Vou juntar áudios, imagens e alguns textos que tenho aqui e colocar aqui. É sempre bom lembrar do que foi bom, criativo, diferente!

    ResponderExcluir
  4. gostei do novo logotipo d+ + eu prefiro o logotipo antigo tenho uma foto que imprimi e esta no muro da minha grafitado por billa dilson energia97 a energia da balada valel energia97 por energizar meus finais de semanas com musica eletronica de qualidades as outras radios são genericos tentam ultrapaçar a energia97 + naum tem geito a energia é imbativel !!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. A 97 FM tinha muitos CDs geniais !!

    Meu preferido foi Flashback House 1 com When in Rome e muito mais !!!

    Márcio

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Relembrando a Líder FM de São Paulo

Em janeiro deste ano, publiquei aqui e no Tele História um post sobre o curto período em que a Líder FM, emissora popular da Grande São Paulo de grande audiência nos anos 90, adotou o slogam "Cheia de Charme" e passou a se dedicar à Black Music. No final do post, pedia para quem tivesse mais informações sobre esse período enviasse comentários, para que todo mundo que lê o blog e a coluna do Tele História - inclusive eu - pudesse resgatar um pouco da história dessa simpática emissora que acabou caindo um pouco no esquecimento.

De lá pra cá, recebi comentários de pessoas relembrando a Líder FM dessa e de outras fases. Alguns são tão bons que me deixaram, já na época, com vontade de escrever um novo post só para que eles ficassem mais "visíveis".

Nesta terça-feira, o Edmauro Novais, que teve participação essencial no primeiro post, enviou imagem da capa de outro CD da rádio na fase Black, retirada de um blog que disponibiliza a playlist e o link para download do CD. Foi…

Um pouco da história da Rádio Tupi AM (SP)

Muita gente reclama da "falta de memória" da TV, não só pelo descaso das emissoras que apagavam seus arquivos sem a menor culpa, mas também pela dificuldade em encontrar informações consistentes e confiáveis sobre a história da televisão. Quem reclama tem razão, mas essa falta de memória nem se compara com a escassez de registros sobre a história do rádio!

Tive que procurar, para um trabalho, a história da Tupi AM de São Paulo, e descobri que não existe nenhum lugar que traga essas informações. Para se ter uma ideia, não consegui encontrar nem o ano em que a Tupi AM de Paulo Abreu foi inaugurada!

Encontrei alguns dados em diversos endereços na Internet - faço questão de deixar os links ao longo do texto - que, aliados ao pouco que lembrava, me ajudaram na montagem do quebra-cabeças da trajetória (ou das trajetórias) da Tupi.

O resultado não ficou tão completo quanto esperava, mas deixo aqui o que encontrei, primeiro por não ter visto essa história resumida em nenhum lugar, e de…

Especial: As vinhetas de abertura e encerramento da programação na TV

Antes da TV paga ou da multiplicação de televendas e telepastores, era padrão as emissoras de TV não permanecerem no ar 24 horas por dia. No máximo, a Globo "virava" as noites de sexta e sábado com o lendário "Corujão"; as demais - incluindo a Globo em outros dias - só funcionavam de madrugada em ocasiões esporádicas e especiais.

Por isso, quase todas se preocupavam em criar vinhetas específicas para a chegada e despedida diárias. E, diferente do que se esperaria de vinhetas exibidas duas vezes por dia nos horários mais periféricos da grade, muitas delas foram marcantes na história das emissoras e são lembradas até hoje.

Preparei uma lista com algumas das mais famosas. Os vídeos são antigos e estão no YouTube há muito tempo, mas são alguns dos meus favoritos - e imagino que não sejam só meus.


GLOBO

Nos primeiros anos de Hans Donner, uma sequência de formas tridimensionais ilustrava a mensagem de encerramento:


Na década de 1980, a mensagem foi substituída pela apresentaç…