Pular para o conteúdo principal

Demissão em massa pode extinguir versão digital do JB

Do Portal Imprensa:

Após extinguir sua versão impressa, o Jornal do Brasil pretende implementar um corte de funcionários que pode pôr fim à sua versão digital e ao site da publicação.

De acordo com depoimento do jornalista Alex de Souza, do site O Repórter, ao Portal IMPRENSA, funcionários da Editora JB lhe confirmaram que uma demissão em massa deve acontecer ainda nesta semana.

Os funcionários estimam que o corte custará o emprego de ao menos 50 pessoas. Atualmente, a redação do JB conta com 120 empregados, entre contratados e pessoas jurídicas.

Procurado por Souza, o diretor institucional do
Jornal do Brasil, Reinaldo Paes Barreto, afirmou que os boatos sobre os cortes "não correspondiam à realidade", e garantiu, ainda, que não haveriam demissões conforme os números especulados, mas confirmou que o jornal passará apor uma readequação.

"Não haverá demissões em massa; o que está havendo são ajustes pontuais no quadro funcional, de forma a nos adequarmos às atuais necessidades da empresa", disse Barreto. "O JB Digital não chegará ao fim. Está sendo aperfeiçoado para ingressar em uma nova fase, de maior seleção dos conteúdos e de maior interatividade com o leitor", completou.

Funcionários afirmam também que, com o eventual fim do
JB, a sede do jornal se transformará na "Fundação Jornal do Brasil". Sobre o projeto, Barreto disse ser "ainda muito embrionário, que poderá vir a ser implantado futuramente, visando dar um cunho de maior utilidade pública ao CPDoc", que é o acervo que abriga o arquivo do jornal.

Capa da última edição impressa do Jornal do Brasil, de 31/08/2010.

Pergunta inevitável: onde há fumaça, há fogo?

A direção do jornal desmente as demissões em massa, mas admite a "readequação" e ainda confirma a ideia de criar a Fundação. No mínimo, esquisito.

Leia a matéria completa do site O Repórter

Comentários

  1. Olá amigo blogueiro,

    Eu sou Adriano Pelegrini Monteiro, autor do Blog Colunas de Hércules: www.colunasdehercules.com.br
    Estou montando uma página exclusiva com banners de parceiros do nosso blog e gostaria de saber se vocês tem interesse em trocar banners?
    Nós colocaremos em nossa página, banners de nossos parceiros do tamanho de 550 x 120 pixels, caso você não tenha um banner disponível nessas dimensões nossa equipe poderá fazer um para você.
    Além disso, a cada 10 novas parcerias, criaremos posts de divulgação, sobre os blogs parceiros em nossa página principal.
    Disponibilizaremos banner estáticos de nosso blog no tamanho que você decidir e se adequar ao seu template para formarmos essa parceria.

    O Blog Colunas de Hércules acredito muito em uma blogosfera mais recíproca e procura criar parcerias com blogs como o seu que possui um conteúdo útil e inteligente. Não fazemos parcerias com blogs comerciais ou 100% pessoais, pois acreditamos que a blogosfera é a nova mídia, mais rápida, sustentável e imparcial.

    E essa parceria não ficará apenas na troca de banners, mas também em troca de experiências, conteúdo, fontes de informação, rede de contatos, etc...

    Caso tenha interesse, o seu blog se encaixa no perfil de blogs que nós procuramos para parcerias.

    Entre em contato no e-mail: drico.no@gmail.com

    Muito Obrigado

    Adriano - Blog Colunas de Hércules - O Mundo do Empreendedorismo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Relembrando a Líder FM de São Paulo

Em janeiro deste ano, publiquei aqui e no Tele História um post sobre o curto período em que a Líder FM, emissora popular da Grande São Paulo de grande audiência nos anos 90, adotou o slogam "Cheia de Charme" e passou a se dedicar à Black Music. No final do post, pedia para quem tivesse mais informações sobre esse período enviasse comentários, para que todo mundo que lê o blog e a coluna do Tele História - inclusive eu - pudesse resgatar um pouco da história dessa simpática emissora que acabou caindo um pouco no esquecimento.

De lá pra cá, recebi comentários de pessoas relembrando a Líder FM dessa e de outras fases. Alguns são tão bons que me deixaram, já na época, com vontade de escrever um novo post só para que eles ficassem mais "visíveis".

Nesta terça-feira, o Edmauro Novais, que teve participação essencial no primeiro post, enviou imagem da capa de outro CD da rádio na fase Black, retirada de um blog que disponibiliza a playlist e o link para download do CD. Foi…

Um pouco da história da Rádio Tupi AM (SP)

Muita gente reclama da "falta de memória" da TV, não só pelo descaso das emissoras que apagavam seus arquivos sem a menor culpa, mas também pela dificuldade em encontrar informações consistentes e confiáveis sobre a história da televisão. Quem reclama tem razão, mas essa falta de memória nem se compara com a escassez de registros sobre a história do rádio!

Tive que procurar, para um trabalho, a história da Tupi AM de São Paulo, e descobri que não existe nenhum lugar que traga essas informações. Para se ter uma ideia, não consegui encontrar nem o ano em que a Tupi AM de Paulo Abreu foi inaugurada!

Encontrei alguns dados em diversos endereços na Internet - faço questão de deixar os links ao longo do texto - que, aliados ao pouco que lembrava, me ajudaram na montagem do quebra-cabeças da trajetória (ou das trajetórias) da Tupi.

O resultado não ficou tão completo quanto esperava, mas deixo aqui o que encontrei, primeiro por não ter visto essa história resumida em nenhum lugar, e de…

Especial: As vinhetas de abertura e encerramento da programação na TV

Antes da TV paga ou da multiplicação de televendas e telepastores, era padrão as emissoras de TV não permanecerem no ar 24 horas por dia. No máximo, a Globo "virava" as noites de sexta e sábado com o lendário "Corujão"; as demais - incluindo a Globo em outros dias - só funcionavam de madrugada em ocasiões esporádicas e especiais.

Por isso, quase todas se preocupavam em criar vinhetas específicas para a chegada e despedida diárias. E, diferente do que se esperaria de vinhetas exibidas duas vezes por dia nos horários mais periféricos da grade, muitas delas foram marcantes na história das emissoras e são lembradas até hoje.

Preparei uma lista com algumas das mais famosas. Os vídeos são antigos e estão no YouTube há muito tempo, mas são alguns dos meus favoritos - e imagino que não sejam só meus.


GLOBO

Nos primeiros anos de Hans Donner, uma sequência de formas tridimensionais ilustrava a mensagem de encerramento:


Na década de 1980, a mensagem foi substituída pela apresentaç…