Pular para o conteúdo principal

A estreia da TV Brasil em São Paulo?

MidiaClippingO canal 62 UHF de São Paulo recebeu o sinal analógico da TV Brasil provavelmente pela primeira vez neste domingo, durante o programa "Esportvisão", conforme acompanhado aqui.

A imagem apareceu com muitos chuviscos e em preto e branco às 21h30. O sinal foi cortado por volta das 21h45, retornando em seguida com uma sensível melhora na recepção que, aqui em casa, foi mais percebida porque deixou a imagem colorida.

No começo do "Curta Brasil", às 22h30, o áudio foi cortado e, pouco tempo depois, foi a vez da imagem ir embora. Até agora (01h30), o canal está fora do ar.

Achei um post sobre a estreia da TV pública no blog da coluna Toda Mídia (Folha Online), escrito em 20 de agosto. O texto anunciava que "em algumas semanas" entraria em operação a antena da TV Brasil, de acordo com informações do site Jornalistas & Cia.

A estreia da TV Brasil na em São Paulo vai acontecer com quase dois anos de atraso. O canal analógico deveria ter estreado com a emissora, em dezembro de 2007.

Recentemente, a EBC encomendou uma pesquisa ao Datafolha sobre audiência e aprovação da TV Brasil, cuja conclusão citava que o desconhecimento da TV era compreensível por causa da existência de "apenas quatro canais abertos (Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo e Maranhão)", agravado pelo fato de "o canal de São Paulo ser o 69, na banda UHF". Mentira! O analógico não era o 69 e nem o 62!

Leia o que já foi publicado aqui sobre a TV Brasil

LEIA TAMBÉM
"TV Brasil é assistida por 10% dos brasileiros e tem programação aprovada por 80% dos telespectadores" (resultados da pesquisa do Datafolha sobre a TV Brasil)


UPDATE (14h35): O canal 62 continua fora do ar. Acrescentei um ponto de interrogação ao título do post, já que não dá para saber quando a TV pública vai dar as caras de novo no canal que lhe é reservado.

Se existe um fiasco incontestável da TV Brasil é esse imbróglio da estreia na Grande São Paulo. Além de ser o maior mercado do país, é onde estão quase todos os grandes grupos de mídia, incluindo aqueles que mais torcem contra o projeto - e que devem adorar o reforço que essa enrolação dá aos editoriais/análises/comentários de que a TV é irrelevante, que ninguém assiste, que foi mal planejada, que é um desperdício de dinheiro público etc.

Recebo a Newsletter da TV Brasil, fico entusiasmado com algumas estreias e com a quantidade cada vez maior de gente talentosa envolvida no projeto (como Ziraldo, Ancelmo Góis, Luiz Carlos Azenha, Luis Nassif), tenho vontade de ver muitos dos programas e acredito que ela venha a ser, cada vez mais, uma excelente opção na TV aberta. Mas não dá para crescer sem estar presente - ou estando presente de forma precária - num mercado como São Paulo.

Por outro lado, se for para continuar com a qualidade de imagem que estava ontem, é melhor esperar mais um pouco para entrar no ar.

Comentários

  1. Anderson,

    Essa não entendi, como a TV Brasil está disponível apenas em quatro capitais? E as emissoras públicas que transmitem sua programação?
    Aqui em João Pessoa, a programação é transmitida (ocasionalmente) pela TV Miramar canal 4(VHF)
    Entretanto o canal 43 (UHF) foi outorgado em 06/01/09 pra UFPB e EBC.

    ResponderExcluir
  2. Então a pesquisa é recente, mas o texto é muito desatualizado não só quando cita o canal 69 em São Paulo.

    Já faz quase um ano desde que o canal analógico reservado para a TV Brasil em São Paulo mudou do 69 para o 62. Em agosto do ano passado descobriram que o canal 69 causaria "interferências graves" nos sistemas da Nextel e, dois meses depois, alteraram os canais da TV Brasil para 62 analógico e 63 digital.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Relembrando a Líder FM de São Paulo

Em janeiro deste ano, publiquei aqui e no Tele História um post sobre o curto período em que a Líder FM, emissora popular da Grande São Paulo de grande audiência nos anos 90, adotou o slogam "Cheia de Charme" e passou a se dedicar à Black Music. No final do post, pedia para quem tivesse mais informações sobre esse período enviasse comentários, para que todo mundo que lê o blog e a coluna do Tele História - inclusive eu - pudesse resgatar um pouco da história dessa simpática emissora que acabou caindo um pouco no esquecimento.

De lá pra cá, recebi comentários de pessoas relembrando a Líder FM dessa e de outras fases. Alguns são tão bons que me deixaram, já na época, com vontade de escrever um novo post só para que eles ficassem mais "visíveis".

Nesta terça-feira, o Edmauro Novais, que teve participação essencial no primeiro post, enviou imagem da capa de outro CD da rádio na fase Black, retirada de um blog que disponibiliza a playlist e o link para download do CD. Foi…

Um pouco da história da Rádio Tupi AM (SP)

Muita gente reclama da "falta de memória" da TV, não só pelo descaso das emissoras que apagavam seus arquivos sem a menor culpa, mas também pela dificuldade em encontrar informações consistentes e confiáveis sobre a história da televisão. Quem reclama tem razão, mas essa falta de memória nem se compara com a escassez de registros sobre a história do rádio!

Tive que procurar, para um trabalho, a história da Tupi AM de São Paulo, e descobri que não existe nenhum lugar que traga essas informações. Para se ter uma ideia, não consegui encontrar nem o ano em que a Tupi AM de Paulo Abreu foi inaugurada!

Encontrei alguns dados em diversos endereços na Internet - faço questão de deixar os links ao longo do texto - que, aliados ao pouco que lembrava, me ajudaram na montagem do quebra-cabeças da trajetória (ou das trajetórias) da Tupi.

O resultado não ficou tão completo quanto esperava, mas deixo aqui o que encontrei, primeiro por não ter visto essa história resumida em nenhum lugar, e de…

Especial: As vinhetas de abertura e encerramento da programação na TV

Antes da TV paga ou da multiplicação de televendas e telepastores, era padrão as emissoras de TV não permanecerem no ar 24 horas por dia. No máximo, a Globo "virava" as noites de sexta e sábado com o lendário "Corujão"; as demais - incluindo a Globo em outros dias - só funcionavam de madrugada em ocasiões esporádicas e especiais.

Por isso, quase todas se preocupavam em criar vinhetas específicas para a chegada e despedida diárias. E, diferente do que se esperaria de vinhetas exibidas duas vezes por dia nos horários mais periféricos da grade, muitas delas foram marcantes na história das emissoras e são lembradas até hoje.

Preparei uma lista com algumas das mais famosas. Os vídeos são antigos e estão no YouTube há muito tempo, mas são alguns dos meus favoritos - e imagino que não sejam só meus.


GLOBO

Nos primeiros anos de Hans Donner, uma sequência de formas tridimensionais ilustrava a mensagem de encerramento:


Na década de 1980, a mensagem foi substituída pela apresentaç…