Pular para o conteúdo principal

Ethevaldo Siqueira defende o fim do AM na CBN

Do Caros Ouvintes, publicado nesta terça-feira (04):

O rádio digital como vem sendo cogitado, discutido, aprovado, reprovado, na real, vai demorar muito mais do que os otimistas pensam e possivelmente surpreenderá o que os pessimistas estão alardeando. No seu comentário diário pela CBN, hoje pela manhã, Ethevaldo Siqueira mencionou uma variável que parece, só agora vai entrar na pauta aqui no Brasil: extinção da transmissão AM (amplitude modulada) e a migração das atuais concessões para FM (frequência modulada).

Ouça o trecho da programação da CBN capturado pelo pessoal do Caros Ouvintes:



O comentário do renomado jornalista, que é especialista em novas tecnologias, resumiu perfeitamente a situação do rádio digital não só no Brasil, mas no mundo. Mesmo assim, não dá para ouvir duas coisas e ficar indiferente:

1 - Lá pelos 2:50, Ethevaldo fala em comprar um novo receptor de rádio como se fosse um empecilho, chegando a classificar como "problema". Mas esse "problema" não é algo natural? Até onde eu saiba, na TV digital está acontecendo a mesma coisa, que não é diferente do que aconteceu quando as cores chegaram à TV analógica ou mesmo quando houve o boom das FMs, no começo dos anos 80.

2 - Qual o sentido dessa "retirada do ar de todas as emissoras AM, que passariam para FM ou para transmissões digitais via satélite"? É extinguir o AM só por extinguir, enquanto não existe "uma solução técnica adequada" para transformar suas emissoras em rádios digitais?

Não sou radical a ponto de odiar qualquer emissora em FM que não tenha música como foco principal - pelo contrário, sou ouvinte da BandNews FM e também gosto da SulAmérica Trânsito -, mas não consigo entender quem considera positiva a "transformação" de duas emissoras diferentes em uma só. Para mim, é sempre como se alguém dissesse: "Esta TV tem canais demais. Por que não eliminar metade?" ou "Esta cidade tem jornais demais. Vamos fechar metade!".

Acho que a única coisa possível de concluir nisso tudo é que CBN é mesmo uma emissora de vanguarda. Afinal de contas, se o futuro é o fim do AM, ela faz sua parte para esse futuro chegar mais rápido desde 1995!

Leia tudo que já foi postado aqui sobre rádio digital

Comentários

  1. Eu tenho 16 anos e sou um ouvinte de AM. Que essa há muito tempo vive um descaso não só por causa da sua baixa qualidade auditiva, mas também por parte de tecnocratas que querem por que querem acabar de uma vez com essa faixa, dizendo que a única solução pelo menos enquanto o rádio digital não vem, é passar todas as AM pra FM, ok, mais será que há espaço para todas as rádios só em FM? ENquanto uma solução certa não vem o jeito, ao meu ver é conquistar ouvintes pela internet.

    ResponderExcluir
  2. Lamentamos muito o posicionamento do Sr. Ethevaldo Siqueira em relação ao rádio Am, acreditamos que por falta de conhecimento dos princípios do rádio o mesmo tenha se pronunciado da forma como se pronunciou. O convidamos a conhecer a nossa associação, a Associação de Ouvintes de Rádio - Aouvir/CE que há seis anos luta por uma boa programação de rádio, especificamente o rádio AM. O Rádio AM não terá fim, terá eternidade. Luís Fernando - Presidente.

    ResponderExcluir
  3. Ethevaldo Siqueira é comentarista da Rádio CBN, emissora que enfiou sua frequência de AM no limbo e jogou todo o seu conteúdo para o FM, transformando a antiga frequência em repetidora da pior espécie.

    Gostaria de vê-lo fazer esse comentário na rádio Jovem Pan, que possui o melhor som e a melhor programação do AM em São Paulo.

    Marco Ribeiro
    São Paulo - SP

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Relembrando a Líder FM de São Paulo

Em janeiro deste ano, publiquei aqui e no Tele História um post sobre o curto período em que a Líder FM, emissora popular da Grande São Paulo de grande audiência nos anos 90, adotou o slogam "Cheia de Charme" e passou a se dedicar à Black Music. No final do post, pedia para quem tivesse mais informações sobre esse período enviasse comentários, para que todo mundo que lê o blog e a coluna do Tele História - inclusive eu - pudesse resgatar um pouco da história dessa simpática emissora que acabou caindo um pouco no esquecimento.

De lá pra cá, recebi comentários de pessoas relembrando a Líder FM dessa e de outras fases. Alguns são tão bons que me deixaram, já na época, com vontade de escrever um novo post só para que eles ficassem mais "visíveis".

Nesta terça-feira, o Edmauro Novais, que teve participação essencial no primeiro post, enviou imagem da capa de outro CD da rádio na fase Black, retirada de um blog que disponibiliza a playlist e o link para download do CD. Foi…

Um pouco da história da Rádio Tupi AM (SP)

Muita gente reclama da "falta de memória" da TV, não só pelo descaso das emissoras que apagavam seus arquivos sem a menor culpa, mas também pela dificuldade em encontrar informações consistentes e confiáveis sobre a história da televisão. Quem reclama tem razão, mas essa falta de memória nem se compara com a escassez de registros sobre a história do rádio!

Tive que procurar, para um trabalho, a história da Tupi AM de São Paulo, e descobri que não existe nenhum lugar que traga essas informações. Para se ter uma ideia, não consegui encontrar nem o ano em que a Tupi AM de Paulo Abreu foi inaugurada!

Encontrei alguns dados em diversos endereços na Internet - faço questão de deixar os links ao longo do texto - que, aliados ao pouco que lembrava, me ajudaram na montagem do quebra-cabeças da trajetória (ou das trajetórias) da Tupi.

O resultado não ficou tão completo quanto esperava, mas deixo aqui o que encontrei, primeiro por não ter visto essa história resumida em nenhum lugar, e de…

Especial: As vinhetas de abertura e encerramento da programação na TV

Antes da TV paga ou da multiplicação de televendas e telepastores, era padrão as emissoras de TV não permanecerem no ar 24 horas por dia. No máximo, a Globo "virava" as noites de sexta e sábado com o lendário "Corujão"; as demais - incluindo a Globo em outros dias - só funcionavam de madrugada em ocasiões esporádicas e especiais.

Por isso, quase todas se preocupavam em criar vinhetas específicas para a chegada e despedida diárias. E, diferente do que se esperaria de vinhetas exibidas duas vezes por dia nos horários mais periféricos da grade, muitas delas foram marcantes na história das emissoras e são lembradas até hoje.

Preparei uma lista com algumas das mais famosas. Os vídeos são antigos e estão no YouTube há muito tempo, mas são alguns dos meus favoritos - e imagino que não sejam só meus.


GLOBO

Nos primeiros anos de Hans Donner, uma sequência de formas tridimensionais ilustrava a mensagem de encerramento:


Na década de 1980, a mensagem foi substituída pela apresentaç…